sexta-feira, 23 de março de 2018

ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA O ELEITOR MIRIM 2018


Estão abertas as inscrições para o Eleitor Mirim, iniciativa promovida pelo Plenarinho – site da Câmara dos Deputados destinado ao público infanto-juvenil. O projeto, que está na quinta edição, acontece sempre em ano eleitoral e é dirigido a alunos do 5º ao 9º ano do ensino fundamental, de escolas públicas e privadas.
Como funciona?
Até o dia 27 de abril, os professores interessados na participação de seus alunos podem se inscrever no Eleitor Mirim, mandando para o Plenarinho uma redação com o tema “Por que eu quero que minha turma participe do programa Eleitor Mirim 2018?”. As redações devem ser enviadas para plenarinho@camara.leg.br.
As cinco melhores redações serão conhecidas no dia 4 de maio. Os professores selecionados deverão criar, com suas turmas, candidatos fictícios a cargos do Poder Legislativo, partidos e plataformas políticas. Os candidatos comporão uma urna virtual, igualzinha à de verdade e estudantes de todo o país podem votar.
Os professores escolhidos devem trabalhar com os alunos os temas como democracia, voto e representatividade; e as crianças e os adolescentes devem criar um personagem-candidato e a plataforma política que vão defender. A campanha vai ao ar em outubro, durante o tempo que durarem as eleições gerais no Brasil (de 7 a 28 de outubro).

Breve: Edital do 10º Concurso de Desenho e Redação da CGU – 2018: SER HONESTO É LEGAL é o tema


Início das inscrições
02/04/2018
Fim das inscrições
31/08/2018
Tema:   Ser Honesto é Legal!

SER HONESTO É LEGAL é o tema da 10ª edição do Concurso de Desenho e Redação realizado pelo Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União – CGU. O objetivo da iniciativa é despertar nos estudantes o interesse por assuntos relacionados ao controle social, à ética e à cidadania, por meio do incentivo à reflexão e ao debate destes assuntos nos ambientes educacionais. O Concurso é direcionado a estudantes regularmente matriculados em escolas públicas e privadas de todo o Brasil.
Nas categorias de 1º ao 5º ano do ensino fundamental, os alunos poderão concorrer com trabalhos do tipo "Desenho". Nas categorias de 6ºao 9º ano do ensino fundamental, 1º ao 3º do ensino médio, incluindo alunos matriculados na modalidade jovens e adultos (EJA) os alunos poderão concorrer com trabalhos do tipo “Redação”. E ainda na categoria Escola Cidadã, as escolas poderão concorrer com trabalhos do tipo “Plano de Mobilização”.
A escola pode mobilizar todos os seus alunos para discutir o tema e produzir trabalhos, contudo deve selecionar apenas um (01) trabalho de cada categoria (série escolar) dentre todos os trabalhos produzidos pelos alunos para concorrer nesta edição.
ATENÇÃO! A INSCRIÇÃO E O ENVIO DOS TRABALHOS DEVERÃO SER REALIZADOS PELA ESCOLA SOMENTE POR MEIO DO SISTEMA ELETRÔNICO ABAIXO:
O EDITAL NÃO PREVÊ RECEBIMENTO DE TRABALHOS POR E-MAIL OU PELOS CORREIOS
Informações: desenhoeredacao@cgu.gov.br

Inscrições para a 14ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas continuam abertas

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) informa que continuam abertas, até o dia 02 de abril (segunda-feira), as inscrições para a 14ª edição Olimpíada Brasileira de Matemática (OBMEP), que este ano traz o “Espiral Logarítmica”.
Podem participar da maior olimpíada estudantil do país, alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e do Ensino Médio de escolas públicas e particulares. Mas, atenção, as inscrições só podem ser feitas pelas escolas que indicarão, no momento da inscrição, o número total de seus alunos inscritos em cada Nível.
As provas da Obmep serão realizadas em duas fases de competição, como nas edições anteriores. A 1ª fase será em 5 de junho, e a 2ª e última fase, em 15 de setembro.
Na primeira fase os estudantes terão a prova objetiva com 20 questões, diferenciadas por níveis em cada escola inscrita. Já na segunda fase será a prova discursiva contendo seis questões, também diferenciadas por níveis, aplicada em centros escolhidos pela OBMEP.
A competição vai premiar 6.500 alunos de escolas públicas com 500 medalhas de ouro, 1.500 de prata, 4.500 de bronze e 46.200 menções honrosas. Além de 975 medalhas para estudantes da rede particular.
“A Obmep é uma oportunidade para que os estudantes da rede pública melhorarem seus níveis de conhecimento na Matemática. Por isso, nós conclamamos os gestores escolares que escrevam suas escolas, que estimulem os nossos estudantes e professores a participarem, porque com isso, todos ganham. Após as inscrições nós vamos trabalhar para estimular nas escolas a realização de atividades extraclasse, com o uso dos materiais da olimpíada com ampla participação dos alunos e professores. Dessa forma, além de obter êxito na competição, irá melhorar de forma significativa o processo do ensino e da aprendizagem da Matemática”, destacou o secretário de Estado de Educação, Felipe Camarão.
OBMEP
A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep) foi criada em 2005 pelo IMPA (Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada), tem como objetivo estimular o estudo da Matemática e revelar talentos na área. Nestes 13 anos tem contribuído de forma decisiva para a descoberta de jovens talentosos e com a melhoria do ensino da Matemática no Brasil.
O Maranhão na OBMEP
Em 2017, 813.345 estudantes maranhenses foram inscritos na Obmep e 3.876 escolas participaram das provas. A meta é aumentar ainda mais a participação.
Fonte: Seduc


quarta-feira, 21 de março de 2018

Enem 2018 terá 30 minutos a mais para provas de exatas


AS PROVAS DO ENEM SERÃO REALIZADAS EM DOIS DOMINGOS SEGUIDOS: NOS DIAS 4 E 11 DE NOVEMBRO; INSCRIÇÕES DEVERÃO SER FEITAS DAS 10H DO DIA 7 DE MAIO ÀS 23H59 DE 18 DE MAIO DESTE ANO.
Neste ano, os candidatos que participarão do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) terão 30 minutos a mais para fazer a prova do segundo dia, que reúne conteúdos de ciências da natureza e matemática. Segundo o edital da prova, publicado hoje (21) no Diário Oficial da União, os estudantes terão cinco horas para fazer a prova no segundo dia e cinco horas e meia no primeiro dia.
Assim como em 2017, neste ano as provas do Enem serão realizadas em dois domingos seguidos: nos dias 4 e 11 de novembro. A estrutura da prova também não mudou: no primeiro dia serão aplicadas as provas de Redação, Linguagens e ciências humanas, com duração de cinco horas e meia, e no segundo dia, as provas de ciências da natureza e matemática, com cinco horas de duração.
As inscrições deverão ser feitas das 10h do dia 7 de maio às 23h59 de 18 de maio deste ano.
A taxa de inscrição foi mantida em R$ 82. O pagamento deve ser feito entre os dias 7 e 23 de maio.
ISENÇÕES
A solicitação de isenção da taxa de inscrição deve ser feita entre os dias 2 e 11 de abril. Serão isentos os estudantes que estejam cursando a última série do ensino médio neste ano em escola da rede pública, ou que tenha cursado todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada e tenha renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio.
Também tem isenção o participante que declarar estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica, por ser membro de família de baixa renda e que esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. Neste ano, também são isentos os participantes do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) do ano passado.
Os participantes isentos da taxa de inscrição que não compareceram nos dias de prova no Enem do ano passado terão que justificar a ausência por meio de atestado médico, documento judicial ou boletim de ocorrência para fazer o Enem 2018 sem pagar a taxa. O prazo para justificar a ausência no Enem do ano passado vai de 2 a 11 de abril.
O participante que não apresentar justificativa de ausência no Enem 2017 ou tiver a justificativa reprovada após o recurso e desejar se inscrever no Enem 2018 deverá pagar o valor da taxa de inscrição.
Segurança
O edital do Enem continua prevendo a realização de revista eletrônica nos locais de prova, por meio do uso de detectores de metais. A novidade deste ano é que os alunos também deverão permitir que os artigos religiosos, como burca e quipá, sejam revistados pelo aplicador das provas. Quem não permitir a revista poderá ser eliminado.
Segundo o edital deste ano, o participante afetado por problemas logísticos durante a aplicação poderá solicitar reaplicação do exame em até cinco dias úteis após o último dia de aplicação. Os casos serão julgados individualmente pela Comissão de Demandas.
No ano passado, cerca de 3,5 mil estudantes tiveram que refazer as provas em outra data por problemas como falta de energia nos locais do exame.
DIREITOS HUMANOS
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) retirou do edital o item que determinava que a redação que desrespeitasse os direitos humanos teria nota zero. No ano passado, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região determinou a suspensão da regra que previa a anulação da redação que violasse os direitos humanos.
Os resultados do Enem poderão ser usados em processos seletivos para vagas no ensino superior público, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas de estudo em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).
(Da Agência Brasil)

quarta-feira, 8 de maio de 2013

INSCRIÇÃO PARA ENEM 2013 COMEÇA NA PRÓXIMA SEGUNDA (13)


As inscrições para Enem 2013 (Exame Nacional do Ensino Médio) começam na próxima segunda-feira (13) e se estendem até o dia 27 de maio.  Os candidatos têm até o dia 29 de maio para pagar a inscrição. O ENEM, neste ano, será realizado nos dias 26 e 27 de outubro.
A taxa de inscrição permanece a mesma, de R$ 35. A partir deste ano, contudo, ficarão isentos do pagamento da inscrição os participantes que tiverem uma renda familiar per capita mensal menor ou igual a 1,5 salário mínimo (R$ 1.017,00).
O edital do exame será publicado amanhã (9). No dia 26 de outubro, entre 12h e 17h30 (horário de Brasília) serão realizadas as provas de Ciências Humanas e Ciências da Natureza. No dia seguinte, entre 12h e 18h30, os estudantes terão que fazer, além da redação, as prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e de Matemática.
SOBRE AS REGRAS DA  REDAÇÃO
Apontada pelo ministro Aloizio Mercadante como o "ponto de atenção mais importante", a correção das redações passará a ter critérios mais rigorosos. Especificamente para coibir deboches foi acrescido um item no edital, determinando a anulação de redações "que apresente parte de texto deliberadamente desconectado com o tema proposto".
Outra mudança será a ampliação dos casos em que um terceiro avaliador terá que examinar os textos, de forma independente. A nota da redação varia entre 0 e 1.000 pontos. Na última edição, se houvesse uma diferença de mais de 200 pontos entre as notas de cada um dos dois avaliadores iniciais, a redação seguia para avaliação de um terceiro avaliador. Agora, essa discrepância não poderá ser maior do que 100 pontos.
Mercadante também anunciou maior rigor no acompanhamento de avaliadores. Em 2012, os avaliadores que tiravam um nota inferior a 5 numa escala de 0 a 10 eram eliminados, e substituídos por outros. Agora, qualquer desempenho abaixo de 7 resultará em troca do avaliador. O desempenho dos avaliadores é monitorado de forma online, durante as correções, com base num conjunto de 33 parâmetros definidos pela organização do Enem.
A expectativa do ministério é de que até 6,1 milhões de estudantes se inscrevam no exame - o que representaria um crescimento de 5% em relação ao ano passado.
Apesar do aperto nas regras, continuará aberta a possibilidade de um estudante tirar nota máxima na redação, ainda que cometa um erro crasso de ortografia, por exemplo. Segundo o ministro, esse tipo de situação deverá ser analisada caso a caso. Pelas novas regras, "desvios gramaticais ou de convenções de escrita serão aceitos como excepcionalidade e quanto não caracterizarem reincidência".
Ou seja, os avaliadores deverão entender como uma exceção um erro específico de um estudante que tenha escrito uma redação excelente.
COMO SE INSCREVER NO ENEM 2013
Para efetuar sua inscrição no Enem 2013 acesse a página oficial do exame, disponível no endereço eletrônico http://enem.inep.gov.br, a partir do dia 13 de maio. No ato da inscrição é necessário disponibilizar diversos dados ao sistema, como histórico escolar e dados socioeconômicos, tanto pessoais quanto do grupo familiar.
Nos últimos passos da inscrição o estudante deve gerar o boleto para pagamento. Como nas últimas edições, o valor da taxa de inscrição do Enem 2013 será de R$ 35,00. Estudantes que concluirão o ensino médio ainda neste ano em escola da rede pública são automaticamente isentos do pagamento. Quem não tiver condições de pagar a taxa deverá declarar carência e solicitar isenção no Enem 2013.
A data de vencimento do boleto será no dia 29 de maio, em uma quarta-feira, dois dias após o término do período de inscrições. Quem não efetuar o pagamento até esta data será excluído do exame.
Mais novidades em breve no site  http://www.enem2013.org/, do Enem 2013! Você também pode curtir a página oficial no Facebook e receber as novidades do Enem diretamente da rede social. Acesse: Página Oficial Enem 2013 no Facebook.